segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

em branco....

Há umas conversas que andam na minha cabeça a tilintar de um lado para o outro e eu resolvi deitar tudo cá para fora… no bom sentido! :)

Lembro-me de ter esta conversa com uma amiga, a C. que ficou chateada porque não lhe disse quando fazia anos… Porque na verdade, nunca o costumo fazer, não faz parte de mim estar a revelar que no dia x vou fazer y anos! Então lembro-me de levar um sermão enorme, por não lhe dizer, pois ela queria dar-me os parabéns, e deu, uns dias depois, mas deu… E prometi-lhe que lhe lembrava uns dias antes quando voltasse a fazer anos, porque ela não é o tipo de pessoa que aponta as datas de aniversário (como eu), está habituada a que as pessoas lhe vão lembrando! E concordo! Está no feitio de cada um…

No entanto, este mês de Fevereiro, é um mês pequeno, mas é o mês onde tenho mais aniversários… desde família, a amigos e alguns colegas… E infelizmente, poucos foram aqueles que me lembrei, e ainda só vamos a meio.
De certa parte, tenho culpa no cartório, porque devia ter-me lembrado, pegar na agenda como faço de vez em quando e ver quem era o aniversariante do dia… 
Mas a verdade é que a minha cabeça não dá para tudo e este ano falhei… Falhei e estou arrependida de me ter esquecido de algumas pessoas muito importantes, entre elas, destaco a minha prima mais velha. Com a idade dela, parece que não, mas já passou por muito e o que lhe aconteceu, nunca deveria ter acontecido, porque ela não o merece. Ela sempre foi a minha prima mais velha, do lado da minha mãe, foi a madrinha que nunca tive, foi a amiga pela qual tenho orgulho em chamar de amiga para além de prima… E infelizmente com estes problemas todos fiquei muito triste de não me ter lembrado, ou melhor lembrei-me e voltei-me a esquecer… Felizmente dá sempre para remediar e lá lhe liguei a pedir mil e uma desculpas pelo meu lapso e desejar-te toda a sorte do mundo, e muita coragem para continuar em frente.
Para além da minha prima, existe outra pessoa, uma amiga de curso que ficou para sempre no meu coração. Eramos o quarteto fantástico da nossa turma, ela era a pessoa mais adulta que alguma vez conheci, e ficou marcada de certa forma, porque é aquela pessoa que não esquece de ninguém, nem de nada, mesmo que a distância pareça muita, nunca deixou de lembrar-se que eu existo. E infelizmente também esqueci-me, mas também já o remediei… Ela sabe como tenho andado, e deu-me uma abébia.

Às pessoas que não mandei os parabéns, foi porque se calhar de certa forma, fiquei um pouco magoada, por não se lembrarem que eu também fiz anos… Que se me “esqueci” se calhar não foi propositado. Mas que se calhar foi a mágoa que falou mais alto…

Infelizmente tenho este feitiozinho, e sou assim…

2 comentários:

  1. Eu assim da família chegada lembro-me sempre e tenho necessidade de dar um mimo, por muito pequeno que seja.
    Mas nem todos se lembram e não se pode andar a culpar as pessoas, ou a culparem-te a ti =)
    Esquecer é normal, a vida não para. Não temos descanço...

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço das tuas palavras as minhas... :)

      beijocas

      Excluir

Para mim todos os comentários são importantes! Se nao for mais para crescer e trocar pontos de vista!

Fico à espera dos vossos comentários :)